Farináceos

Início/Farináceos
  • Fubá é a farinha fina feita com milho moído muito empregada na culinária. É bastante utilizado para fazer bolos, sendo o bolo de fubá um alimento típico de festas juninas no Brasil, ou também em broas e sopas.
  • Farinha de rosca é pão torrado e moído, para empanar frituras como bifes ou bananas fritas, ou engrossar pratos com carne moída, por exemplo.
  • Moída, peneirada, seca e levemente torrada, é ótima para pudins, polentas e bolos.
  • Moída, peneirada, seca e levemente torrada, é ótima para pudins, polentas e bolos.
  • Moída, peneirada, seca e intensamente torrada, acompanha bem farofas, churrasco, carnes bovinas, linguiças e frango.
  • Moída, peneirada, seca e intensamente torrada, acompanha bem farofas, churrasco, carnes bovinas, linguiças e frango.
  • O polvilho doce é o produto obtido por secagem solar, processado em unidades menos automatizadas, de menor escala. É indispensável para receitas de biscoitos de polvilho e do pão-de-queijo, beijus ou tapiocas.
  • Também chamado de fécula, o polvilho azedo é o amido da mandioca, modificado por fermentação e secagem solar, com características bem diversas do polvilho doce. A massa para o pão-de-queijo utiliza a mistura entre eles.
  • Típico do Oriente Médio, o kibe pode ser cru, cozido ou frito. Normalmente é feito de carne, mas de regra leva trigo, que deve ficar de molho em água antes do preparo e faz parte da camada externa que dá estrutura ao salgado.
  • A iguaria brasileira, de origem indígena, é feita com o amido ou fécula extraído da mandioca. É também conhecida como polvilho, goma ou beiju, que ao ser espalhada numa chapa aquecida se coagula.
  • A Massa para Tapioca se origina da farinha de mandioca, passa por um processo de hidratação, até vira a massa que é utilizada para fazer pratos de tapioca com diversos recheios, como queijo, frango e goiabada.